O Comitê Organizador das Olimpíadas de Tóquio 2020 apresentou nesta quarta-feira a nova tocha olímpica, que foi desenhada pelo japonês Tokujin Yoshioka, designer e arquiteto. A peça pesa 1,2 kg e mede 71 milímetros de comprimento.

A tocha de Tóquio 2020 utiliza cerca de 30% de alumínio reciclado. Esse tipo de metal havia sido originalmente usado na construção de casas pré-fabricadas após o desvastador tsunami de 2011 no Japão.

O formato do objeto é inspirado em uma flor de cerejeira, um dos símbolos do país asiático. As peças serão produzidas com uma folha única de alumínio e a tecnologia é semelhante à utilizada na construção de trens-bala.

“A confecção da tocha olímpica incorpora a paixão por reconstrução e a consideração pela sustentabilidade”, disse o comitê organizador em nota oficial.

Leia também: Atletas estarão proibidos de fumar nas instalações dos Jogos de 2020

No topo da tocha, existem cinco pétalas de flor onde o fogo será propagado, formando uma chama só. Os organizadores japoneses chamam de “trilha da esperança”. Para que não se apague, existem dois sistemas de combustão: um com uma chama de alta concentração de calor e outro mecanismo sem chama.

Como de costume, a tocha olímpica fica na Grécia – berço dos Jogos – até 19 de março, quando acontece a entrega oficial da chama que, no dia seguinte, viaja para o Japão . O lema do revezamento ficou definido como “Hope Lights Our Way”, que significa “A esperança ilumina nosso caminho”

O acendimento será no dia 12 de março do ano que vem, na cidade de Olímpia, na Grécia. O revezamento pelo Japão começa no dia 26 de março, com Fukushima sendo a primeira das 47 cidades a receber a tocha olímpica.

Ao todo, serão 121 dias de corrida com a chama olímpica até a entrada na abertura oficial dos Jogos, no dia 24 de julho, no Estádio Nacional de Tóquio.

Programação do revezamento da tocha olímpica : 

12 de março de 2020 – Cerimônia de acendimento da chama olímpica – Olímpia/Grécia
12 a 19 de março de 2020 – Revezamento na Grécia
19 de março de 2020 – Entrega da tocha olímpica – Atenas/Grécia
20 de março de 2020 – A chama chega na base aérea de Matsusima, na prefeitura de Miyagi, e será colocada para exibição do Minamihama Tsunami Recovery Memorial Park, na cidade de Ishinomaki, por cinco dias
26 de março de 2020 – Início do revezamento dentro do Japão

Ordem das cidades japonesas que receberão o revezamento da tocha :

1 – Fukushima – 26 a 28 de março de 2020
2 – Tochigi – 29 a 30 de março
3 – Gunma – 31 de março a 1º de abril
4 – Nagano – 2 a 3 de abril
5 – Gifu- 4 a 5 de abril
6 – Aichi – 6 a 7 de abril
7 – Mie – 8 a 9 de abril
8 – Wakayama – 10 a 11 de abril
9 – Nara – 12 a 13 de abril
10 – Osaka – 14 a 15 de abril
11 – Tokushima – 16 a 17 de abril
12 – Kagawa – 18 a 19 de abril
13 – Kochi – 20 a 21 de abril
14 – Ehime – 22 a 23 de abril
15 – Oita – 24 a 25 de abril
16 – Miyazaki – 26 a 27 de abril
17 – Kagoshima – 28 a 29 de abril
18 – Okinawa – 2 a 3 de maio
19 – Kumamoto – 6 a 7 de maio
20 – Nagasaki – 8 a 9 de maio
21 – Saga – 10 a 11 de maio
22 – Fukuoka – 12 a 13 de maio
23 – Yamaguchi – 14 a 15 de maio
24 – Shimane – 16 a 17 de maio
25 – Hiroshima – 18 a 19 de maio
26 – Okayama – 20 a 21 de maio
27 – Tottori – 22 a 23 de maio
28 – Hyogo – 24 a 25 de maio
29 – Kyoto – 26 a 27 de maio
30 – Shiga – 28 a 29 de maio
31 – Fukui – 30 a 31 de maio
32 – Ishikawa – 1º a 2 de junho
33 – Toyama – 3 a 4 de junho
34 – Niigata – 5 a 6 de junho
35 – Yamagata – 7 a 8 de junho
36 – Akita – 9 a 10 de junho
37 – Aomori – 11 a 12 de junho
38 – Hokkaido – 14 a 15 de junho
39 – Iwate – 17 a 19 de junho
40 – Miyagi – 20 a 22 de junho
41 – Shizuoka – 24 a 26 de junho
42 – Yamanashi – 27 a 28 de junho
43 – Kanagawa – 29 de junho a 1 de julho
44 – Chiba – 2 a 4 de julho
45 – Ibaraki – 5 a 6 de julho
46 – Saitama – 7 a 9 de julho
47 – Tóquio – 10 a 24 de julho