O prédio do Terminal Rodoviário “Josias Moreira Braga” será incorporado ao patrimônio do Município. A transferência, a ser feita pelo Governo do Estado, já tem amparo legal, por meio da Lei 3.103/2017, aprovada pela Assembleia Legislativa no dia 14 de setembro último. O dispositivo abrange 166 terminais espalhados pelo Estado. Os municípios contemplados, também, receberão uma verba de R$ 50 mil, proveniente do Cheque Moradia, para a aplicação na manutenção e reforma dos prédios. É um recurso pequeno e que deverá ser complementado pelo Município.

A notícia foi dada pelo presidente da Agência Goiana de Regulação (AGR), Ridoval Chiareloto, ao prefeito Roberto Naves. Segundo ele, a partir desta transferência, o Município poderá fazer a administração do logradouro ou uma nova licitação para a exploração do espaço, após o encerramento do contrato que hoje garante a cessão de uso à empresa Atlântica.

Ridoval Chiareloto defendeu que a estrutura possa abrigar tanto o terminal de transporte intermunicipal e interestadual, como o terminal de transporte urbano, retirando este último da região central, amenizando o impacto no trânsito da região. Porém, afiançou que a Prefeitura terá ampla liberdade em fazer a utilização do logradouro.
O Prefeito Roberto Naves comemorou o recebimento do prédio do Terminal Rodoviário e adiantou que irá montar uma comissão para desenvolver um estudo acerca da utilização do prédio, não se descartando a realização de licitação para a cessão de uso. Porém, outras possibilidades devem ser estudadas, inclusive, o aproveitamento de parte da estrutura para abrigar algum serviço público.

Roberto Naves lembrou que desde que assumiu o cargo, era um anseio que a Prefeitura pudesse ser proprietária do prédio. Agora que isso ocorreu – disse – a intenção é fazer o melhor uso possível do prédio, que tem uma excelente localização e um espaço amplo que pode permitir multiplas utilizações. Ele afirmou que só irá pronunciar sobre o que será feito, quando o estudo estiver concluído.

Histórico
O Terminal Rodoviário “Josias Moreira Braga” foi inaugurado na década de 80, durante o Governo Henrique Santillo. A denominação do logradouro se deu através da Lei Estadual 10.230. No ano de 2001, a Atlântica Construções obteve a concessão para explorar a Estação, que foi construída em um terreno pertencente ao Município.

Fonte: Jornal Contexto