Os eleitores de Genebra, na Suíça, concordaram em aumentar o salário mínimo que, agora, passará a ser de US$ 4.347 por mês, que equivale a R$ 24.700, tornando-se assim, o maior salário mínimo do mundo.

Cerca de 58% dos eleitores da cidade aceitaram a mudança. A proposta foi apoiada por grupos sindicais que alegaram “lutar contra a pobreza, favorecer a integração social e contribuir para o respeito da dignidade humana”.

– Esse novo salário mínimo vai se aplicar a cerca de 6% dos trabalhadores do cantão a partir de 1º de novembro – declarou Mauro Poggia, conselheiro de Estado de Genebra, à CNN.

De acordo com o sindicato local, a medida vai beneficiar cerca de 30 mil trabalhadores da região.