Os trabalhadores com carteira assinada, sejam prestadores de serviços domésticos, rurais, urbanos, temporários e aposentados ou pensionistas do INSS, têm direto, ao final do ano, a um valor extra referente ao período trabalhado, esse é o décimo terceiro salário. O dinheiro deve ser pago em duas parcelas, a primeira até 30 de novembro e a segunda até 20 de dezembro, o não cumprimento do prazo pode gerar multas para os empregadores.

O cálculo do 13º é feito por mês trabalhado ou fração do mês igual ou superior a 15 dias, as horas extras e comissões adicionais também são levadas em consideração na soma do pagamento. Dessa forma, a primeira parcela é a metade do seu salário atual, usando como base o salário do mês anterior, sem descontos. Já na segunda parcela é pago um valor menor, pois se usa como base de cálculo o salário de dezembro com o débito do dinheiro pago na primeira bonificação, do imposto de Renda e do INSS.

O salário extra foi instituído pela Lei 4.090, em 1962. A conquista foi de organizações sindicais durante a crise política do governo Jânio Quadros, mas, com o tempo, o pagamento se revelou um grande propulsor econômico e foi inserido na Constituição Federal de 1988.

Dicas do que fazer com o dinheiro

O objetivo principal do valor extra na conta do trabalhador é aquecer a economia no final de ano, época em que os varejistas apostam em propagandas e promoções. Nesse momento é importante estabelecer as prioridades, aqui vai algumas dicas de como usar o dinheiro:

1. Quitar as dívidas

É comum adquirir pendências no decorrer do ano, por isso, ao invés de sair às compras e gerar mais contas, você pode aproveitar o momento para regularizar a situação financeira e começar o ano sem preocupações.

2. Pensar nas contas futuras

O ano começa com diversas responsabilidades financeiras: IPTU, IPVA, compras escolares, entre outras contas excepcionais. É importante ter uma quantia que cubra esses gastos, para não gerar dívidas no decorrer do próximo ano.

3. Reservar

Eventualmente lidamos com situações insperadas que necessitam de gastos extras, como problemas de saúde. É importante sempre manter um fundo emergencial à disposição, se você ainda não tem, pode usar o 13° para garantir a segurança no próximo ano.

4. Se divertir!

Se as responsabilidades estão em dia e você está procurando relaxar no final do ano, aproveite o momento para investir naquele desejo que foi procrastinado. Faça uma viagem, se presenteie, presenteie os amigos e comece o ano realizado.