O padre Marcelo Rossi falou sobre o empurrão que sofreu enquanto ministrava uma missa neste domingo, no interior de São Paulo. Ele deu sua visão sobre incidente, falou que considera um milagre ter ficado sem ferimentos graves e pediu para que as pessoas orem pela mulher que o atacou. Ele ainda agradeceu a quem a segurou, após o incidente: “Ela não ia parar não, ela ia pular em cima de mim”. Em seus programas matinais no Youtube e, em seguida, na Rádio Capital, o padre relembrou o ocorrido e afirmou que só viu a cena mais tarde, pela TV, em uma matéria do Fantástico. “Demorou para cair a ficha do que estava acontecendo. Só foi cair quando vi no Fantástico.

Ele ainda relatou: “Ela não ia parar, não, ela ia pular em cima de mim… Só tenho que agradecer. Seis pessoas estavam lá para segurá-la. Gente, é força do mal. Mas não façam nada com essa mulher, vamos orar por ela. Quando eu vi [o vídeo], aí eu entendi, Jesus e Maria me seguraram.”

O padre disse que sentiu a necessidade de voltar ao evento. “Não sei explicar, na hora que passou a dor na perna, eu imediatamente levantei. Pensei: ‘Não vou parar, Maria me segurou. Vou terminar a missa, estava acabando de começar a homilia. Foi Deus”, afirmou o padre. Ao longo da missa, Deus dizia no meu coração: sorria. Porque os jovens estavam chocados. Estava toda aquela alegria, eu não ia deixar estragar a festa”.