Não há um consenso sobre o que faz de um filme genial, no entanto muitos deles têm uma característica em comum: deixam o público de queixo caído. Pensando nisso, a Bula decidiu criar a lista das listas, reunindo não apenas as produções que surpreenderam os espectadores em qualidade, mas que os fizeram duvidar do que os olhos estavam vendo — e o melhor, nos momentos finais da trama. A seleção conta com grandes clássicos da sétima arte, como “Psicose” (1960), de Alfred Hitchcock; e “Quanto mais Quente Melhor” (1959), de Billy Wilder. Contudo, também houve espaço para produções contemporâneas, como é o caso de “O Segredo dos Seus Olhos” (2009), do diretor Juan José Campanella; e “Os Outros” (2001), de Alejandro Amenábar. Os comentários de todos os filmes contêm spoilers.