O sultão de Brunei instaurou nesta terça-feira (03) a pena de morte por apedrejamento para punir as relações homossexuais e o adultério. A mudança na legislação é resultado de uma reforma do código penal inspirada na sharia, a lei islâmica. No entanto, o artigo do código penal que trata a homossexualidade como crime, e que estabelece a pena de morte, se aplica tanto aos muçulmanos como aos não muçulmanos.