Apesar da pouca idade, DJ Avicii, encontrado morto nesta sexta-feira, já havia anunciado sua aposentadoria em 2016, aos 26 anos. O jovem sueco se viu em meio a uma rápida ascensão após o lançamento de seu primeiro disco, True, em 2013, e percebeu que o show business não lhe fazia bem.

“Esta área não é pra mim. Não tem a ver com os shows ou a música. Sempre foram as coisas ao redor que não são naturais para mim. Todas as outras partes de ser um artista. Sou uma pessoa introvertida. Então sempre foi muito difícil, pois acho que acabo sendo afetado por muita energia negativa”, disse na ocasião à revista americana The Hollywood Reporter.

O músico, de 28 anos, morreu nesta sexta-feira (20) em Omã, afirmou seu representante em comunicado à imprensa internacional. “É com muita tristeza que anunciamos a perda de Tim Bergling, conhecido como Avicii. Ele foi encontrado morto em Muscat, Omã [país da península arábica]. Sua família está devastada e pede para que sua privacidade seja respeitada neste momento difícil.”

Avicii, conhecido por hits como Waiting For Love, Wake Me Up e Hey Brother, estava afastado dos palcos desde 2016,  por problemas de saúde. Ele sofria de pancreatite aguda, causada pelo excesso de álcool. Ele teve a vesícula biliar e o apêndice removidos em 2014.