Anápolis, 30 de dezembro de 2014

  • hoje:

    18° C
    Muito Nublado
  • História

    Nós, anapolinos, temos orgulho de nossa cidade e, é claro, da nossa história. Desde o surgimento aos dias atuais, Anápolis recebe com alegria seus “filhos” e aqueles que chegam ao município em busca de oportunidades. Tudo começou no século XVIII com a vinda de tropeiros de diferentes províncias em direção às lavras de ouro de Meia Ponte (Pirenópolis), Corumbá de Goiás, Santa Cruz, Bonfim (Silvânia) e Vila Boa (Cidade de Goiás). Os principais cursos de água que cortam Anápolis – João Cezário, Góis e Antas – tinham dupla importância no translado desses garimpeiros, pois serviam como moradia e referência para as pessoas da época.

     

    Em 25 de abril de 1870 surgiu o primeiro documento oficial sobre o município quando Pedro Roiz dos Santos, Inácio José de Souza, Camilo Mendes de Morais, Manoel Roiz dos Santos e Joaquim Rodrigues dos Santos doaram parte de suas terras, que posteriormente foram nomeadas como Patrimônio de Nossa Senhora de Santana.

     

    A imagem da santa padroeira de Anápolis, que segundo relatos pertenceu a Ana das Dores, mãe de Gomes de Souza Ramos, esteve por anos preservada em Pirenópolis (GO). Hoje é guardada na Matriz de Santana, região central do município. A imagem remonta há 142 anos e os católicos da cidade dedicam devoção especial à padroeira, anualmente homenageada em grande festa na praça que leva seu nome.

     

     

    Fundador

     

    Gomes de Sousa Ramos nasceu em 17 de setembro de 1837, em Arraias. Aos 33 anos mudou-se de Bonfim para a Freguesia de Santana das Antas (1870), atraído pela fertilidade da terra e o clima. Um ano depois, iniciou a construção da capela. Mediante seus esforços e de Zeca Batista, os dois chefes políticos elevaram o povoado à categoria de Vila em 1887. No entanto, devido a fatos de abrangência nacional, esta só viria a ser instalada cinco anos mais tarde.

     

    Gomes de Sousa Ramos adoeceu em junho de 1889, falecendo em 22 de setembro deste ano, deixando viúva a esposa Messias Gomes Pereira e seus seis filhos: Maria, Sebastião, Gomes, Benedito, Francisco, Manuel e Ana.

     

    José da Silva Batista

     

    Nascido em 1º de setembro de 1856, Zeca Batista está intimamente relacionado à história de Anápolis, para onde veio trabalhar como professor em 1882. Com a falta de médicos e farmacêuticos ele também exerceu tais atividades, além de atuar no comércio. Em 1907, construiu a casa que hoje abriga o Museu Histórico de Anápolis. Vários acontecimentos se deram nesse período em nível nacional como a abolição da escravatura e a proclamação da república e, em nosso município, o falecimento de Gomes de Sousa Ramos (1889). Zeca desfrutou em Anápolis e Goiás de grande prestígio. Faleceu em 7 de dezembro de 1910.

     

     

    Gestão atual

     

    Anápolis hoje é administrada pelo prefeito, João Batista Gomes Pinto (PT). Nascido em Silvânia em 26 de junho de 1965, é casado com Lucimar dos Santos Gomes, com quem tem três filhos Lílian, Miriam e João Paulo. É empresário do ramo de lazer e distribuição de produtos, bacharel em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia Bernardo Sayão e pró-graduado em Gestão Pública pela Universidade Estadual de Goiás (UEG).

     

    Foi presidente do PL, secretário municipal de Agricultura, Indústria e Comércio de Anápolis (gestão Pedro Sahium) e de Infraestrutura de Senador Canedo (gestão Vanderlan Cardoso). Foi vice-prefeito nos dois mandatos de Antônio Gomide (PT) e empossado prefeito no dia 04 de abril de 2014, após renuncia de Gomide, que na oportunidade disputou as eleições para o governo de Goiás.

    joão gomes

    João Gomes – Prefeito de Anápolis

     

    Fonte: Viva Anápolis com www.anapolis.go.gov.br .

    CompartilheShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Facebook
    << VOLTAR